top of page

MOOCHACHO MAGAZINE

3 dicas para quem quer abrir um negócio que as pessoas amam


cliente com a camiseta do Moochacho, mostrando a estampa traseira em um cenário com palmeiras.

O Moochacho nasceu da nossa vontade de criar um lugar em que as pessoas pudessem esquecer um pouco da rotina e curtir um tempo de qualidade com a fa´m´ília, amigos ou aquela pessoa especial. Depois de 6 anos é gratificante perceber que muita gente se identifica, ama e torce pelo sucesso do Moocha.

Não existe fórmula infalível para construir um negócio, mas é claro que existem fatores (pensados ou não) que ajudam em muito na criação dessa conexão. Separamos nesse artigo três que consideramos fundamentais para a caminhada do Moochacho e que enxergamos também em muitos dos negócios que admiramos e frequentamos. Vamos lá?

1. AUTENTICIDADE

Uma experiência fabricada dificilmente terá o mesmo impacto de uma experiência genuína. A inspiração do Moochacho veio da California, mas toda a identidade e cultura que construímos de 6 anos pra cá nasceu tanto das nossas vivências quando das próprias características da trajetória que cumprimos até chegar aqui.

Foto de clientes no pátio lotado do Moochacho, em um evento de Cinco de Mayo.

Não somos franquia e tampouco somos uma mera reprodução de alguma taquería da Califa. Com a ajuda de vocês e de todas as pessoas que passaram por aqui nos descolamos dos clichês e criamos algo difícil de ser replicado e com elementos fortes o bastante para que vocês nos reconheçam mesmo sem citarmos a marca (falando em 'Burrito California' ou só 'Burrito', por exemplo).

Autenticidade não significa que você precisa levar como estilo de vida tudo aquilo que representa (nenhum de nós é skatista ou surfista, por exemplo), mas que pode buscar elementos tanto na identidade quanto nos valores desses universos próximos ao seu e conectar àquilo que você vive e quer comunicar (no nosso caso atitude, simplicidade, senso estético, espírito de comunidade e por aí vai).

2. AMOR POR (BEM) SERVIR

Nem todo mundo sabe, mas no início o Moochacho era um truck com os três sócios trabalhando na operação. Participamos de uma série de eventos e creio ser consenso entre nós que a grande satisfação nunca foi o volume de vendas e sim perceber que conseguíamos levar às pessoas, de forma direta e afetiva, uma experiência diferente e que elas fizessem questão de guardar com carinho.

Gabriel (funcionário) e Orlando (cliente) posando para a foto na frente do truck amarelo do Moochacho.
Gabriel (um dos grandes responsáveis pela cultura de atendimento do Moochacho) e Orlandinho (um de nossos clientes e amigos mais fieis).

Conhecemos muitos de nossos clientes pelo nome e somos capazes inclusive de lembrar as preferências de pedido e uma série de histórias e memórias que construímos juntos. O burrito é uma parte importante da conexão, é lógico, mas a maioria das pessoas nos visitam com mais frequência porque se sentem acolhidos, prestigiados e parte da nossa família.

Esse espírito dos primeiros dias segue até hoje - seja com quem nos visita na loja ou com quem entra em contato pelos nossos outros canais como o WhatsApp e o Instagram - e é, com toda a certeza, um dos grandes diferenciais e fonte das nossas melhores recordações (seja na operação normal ou nos eventos que promovemos).

3. COMIDA BOA A UM PREÇO JUSTO

Por mais que pareça óbvio, muita gente esquece que o cardápio é o coração de qualquer restaurante. Digo esquece porque antes de donos somos também clientes e é extremamente frustrante frequentar qualquer estabelecimento em que as pessoas por trás parecem mais interessadas na relação comercial do que em servir algo de qualidade.

Mesa com burritos cortados, copo de chopp, salsas e pimenta Sriracha.

Não somos alta gastronomia e com certeza por vezes falhamos em garantir uma experiência ótima (afinal quando se é um pequeno negócio muitos processos são tocados de forma artesanal e variações podem ocorrer), mas nos orgulhamos de pensar cada receita e supervisionar cada processo de preparo com extremo zelo e carinho.

Nenhum burrito do cardápio está ali por acaso ou foi pensado na pura lógica do "vamos fazer de qualquer jeito, só pra vender". Cada receita é uma combinação de sabores, texturas, preocupação em conversar com a nossa identidade, capacidade de produção em grande escala sem comprometer padrão/qualidade e é claro: algo que consiga ficar dentro da margem de preço que consideramos justa/saudável.

Antes de chegarmos o burrito era basicamente desconhecido ou relegado ao posto de "patinho feio" no cardápio dos mexicanos. Hoje já existe uma cultura de consumo e amor (por parte nossa e de vocês) e que nos deixa orgulhosos por conciliar o respeito ao que fazemos, às raízes do que fazemos e às pessoas que nos escolhem.

E AÍ, CURTIU?

Então não deixa de nos seguir no @moochachoburritos, pedir pelo nosso delivery ou dar um pulo na loja da Trindade e prestigiar a experiência completa!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page