MOOCHACHO MAGAZINE

A história da Sriracha


Quem costuma frequentar o supermercado sabe que variedade de molho de pimenta é o que não falta nas prateleiras. Mesmo aqui no sul, que não temos tanto o costume de consumir quanto em outras regiões, cresceu (e muito) a oferta nos últimos anos.

Mas em meio a jalapeños, dedos de moça e malaguetas um nome específico parece ter ganho o coração dos produtores e consumidores. Sriracha (pronuncia-se SI-RA-TCHA) é difícil de falar, mas bem fácil de amar e nesse artigo vamos contar a história da original, que nasceu na California para ganhar o mundo.

Mas antes de qualquer coisa...

SRIRACHA É MARCA?

É bom deixar claro: Sriracha não é propriamente uma marca e esse é o principal motivo para qualquer empresa poder estampar o termo em letras garrafais no rótulo sem medo de processo.

Ele pode ser considerado um estilo de molho e foi criado em 1949 na ilha de Si Racha, na Tailândia, pelas mãos de uma h´ábil cozinheira de nome Thanom Chakkapak.

Foto panorâmica da cidade de Si Racha, na Tailândia, com prédios e vista do mar.
A cidade de Si Racha, na Tailândia.

O que começou como um acompanhamento para os pratos que servia roubou a cena entre os clientes, que praticamente imploraram por garrafas do que ela inicialmente batizou de Sriraja Panich.

A base da receita virou uma espécie de símbolo da região a ponto de cativar a memória de um jovem vietnamita que começou a produzir seus próprios molhos algumas décadas depois.

CONHEÇA DAVID TRAN

Pulando para o ano de 1975 no Vietnã começa a história de David Tran, que resolveu se aventurar no cultivo e produção de molhos de pimenta. O empreendimento foi interrompido de forma brusca 3 anos mais tarde, com a guerra forçando sua família a emigrar para os Estados Unidos.

Foto do navio Huy Fong, que trouxe a família Tran e refugiados asiáticos até os Estados Unidos.
O Huy Fong: navio que trouxe a família Tran.

Os Tran partiram a bordo do navio Huy Fong (guarde esse nome) junto com uma legião de imigrantes asiáticos e aportaram na California por volta do início dos anos 80.

UM POUCO DE CASA

Para ajudar nas despesas e matar um pouco a saudade de casa David decidiu recomeçar na America o antigo negócio abandonado às pressas anos atrás. Com poucos recursos, montou uma linha de produção improvisada e engarrafou os primeiros molhos em potes reaproveitados de papinha de bebê, que comercializava rodando pelos bairros em sua velha van azul.

Na foto o criador da Huy Fong, David Tran, vestido com camiseta e boné da Sriracha.
O simpático David Tran, da famosa Sriracha do galo!

Apesar do início pouco promissor o negócio começou a crescer e por volta de 1983 Tran alugou um espaço maior, ampliou os estoques e começou a brincar com uma receita nova.

NASCE A HUY FONG

Lembra do nome do navio? David lembrou e decidiu batizar a nova empresa de Huy Fong Foods. Para a marca ele decidiu apostar no galo, signo do horóscopo chinês correspondente ao ano em que nasceu e símbolo de força para os vietnamitas.

Uma curiosidade sobre a marca é que ninguém (nem o fundador) sabe quem desenhou o galináceo, mas a ilustração permanece exatamente a mesma do início da empresa.

Quanto à receita nova você já deve imaginar que é justamente aquela que iniciou com Chakkapak na Thailândia à base de vinagre, açúcar, sal, alho e jalapeños selecionadas. O nome? Sriracha, é claro!

"MOLHO SECRETO"

Ao longo de toda a década de 80 Tran manteve o seu negócio de uma maneira quase informal. Sem verba de marketing ou equipe de vendas a estratégia era focar em cidades com grandes concentrações de imigrantes do Sudeste Asiático.

Já em meados dos anos 90 a história começou a mudar e o burburinho do produto começou a circular principalmente entre os aficcionados por pimenta.Quando perguntados sobre seu molho favorito ninguém chamava pelo nome, só mencionava um tal de "Molho Secreto".

E VEIO O BOOM

Nos anos 2000 os Estados Unidos presenciaram o boom dos molhos de pimenta, que cresceram em vendas cerca de 150% (mais que qualquer outro condimento).

Foi o impulso que a Sriracha da Huy Fong precisava para marcar de vez o seu nome na história, atingir uma média anual de faturamento que gira na casa dos 80 milhões de dólares e, é claro, atrair um sem fim de imitadores querendo surfar a onda do galo.

TEM NO MOOCHA!

Não é sempre que os fornecedores têm disponíveis as famosas garrafas de tampa verde, mas sempre que tiverem pode ter certeza que é só colar na Trindade pra aproveitar o seu combo de burrito+nachos com Sriracha e todos os outros molhos de pimenta artesanais deliciosos que preparamos para vocês!


#BURRITOFORLIFE

#VEMPROMOOCHA

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo